Prédio de seis andares desaba em Taguatinga e adolescente atira e mata colegas em sala de aula.

Ocorrências policiais

  Adolescente suspeito de matar a tiros dois colegas sofria bullying, diz estudante, Menino de 14 anos é filho de policiais militares. Outros quatro adolescentes ficaram feridos.

Estudante conta como foi o tiroteio que deixou mortos em escola de Goiânia

Filho de policiais militares, o adolescente de 14 anos suspeito de matar dois estudantes sofria bullying, segundo contou ao G1 um colega do Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental onde o tiroteio aconteceu, em Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, outros quatro alunos ficaram feridos.

“Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento pois não usa desodorante. No intervalo da aula, ele sacou a arma da mochila e começou a atirar. Ele não escolheu alvo. Aí todo mundo saiu correndo”, revelou o aluno.

Outra colega do 8º ano do Ensino Fundamental contou que o colega já tinha feito ameaças.

“Ele lia livros satânicos, falava que ia matar alguns dos colegas. Um dos garotos que foi morto falava que ele fedia e chegou a levar um desodorante para sala”, contou.

O tiroteio aconteceu durante o intervalo da quinta para a sexta aula, na sala do 8º ano, por volta do meio-dia.

O coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz informou que o adolescente atirou com uma pistola . 40, usada pela corporação. Será feita uma perícia para saber de quem era arma.

Adolescente suspeito de efetuar disparos está apreendido (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera).

A mesma colega relatou que, quando ouviu o primeiro disparo, não imaginou que fosse um tiro.

“Pensei que eram balões estourando porque amanhã seria nossa feira de ciências. Depois, ouvimos o barulho novamente e alguém gritou ‘é tiro’. Aí começou o desespero”, contou.

Outra estudante disse que ficou em pânico. Ela contou que todos saíram correndo da sala.

“Ele saiu dando tiro em todo mundo da sala. Eu segurei na mão da minha amiga e fui até a polícia. Não sabia o que fazer”, relatou à TV Anhanguera.

De acordo com a PM, assim que o atirador descarregou o cartucho, ele tentou recarregar a arma. Porém, o estudante foi contido por um professor e colegas.

VÍTIMAS

Os estudantes João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, cujas idades ainda não foram divulgadas, morreram no local. O Instituto Médico Legal (IML) que, até as 15h de ontem, os corpos dos dois estudantes não tinham sido identificados e seguiam na escola.

Já outros quatro alunos, sendo três meninas e um menino, ficaram feridos e foram socorridos.Três deles estão no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e um no Hospital de Acidentados.

  • Hyago Marques – 13 anos – Consciente, respirando espontaneamente e é avaliado por uma equipe multidisciplinar do Hugo.
  • Marcela Rocha Macedo– 13 anos – consciente, respira com a ajuda de um cateter de oxigênio, também é avaliada pelo corpo clínico do Hugo.
  • Isadora de Morais– idade não confirmada: Internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hugo. Ela está sedada, entubada e é submetida a exames de imagens.
  • Lara Fleury Borges– idade não confirmada – Está internada no Hospital dos Acidentados; não teve estado de saúde divulgado.

O suspeito de disparar os tiros foi levado à sede da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) e, em seguida, encaminhado para o IML. Após passar por exames de corpo delito, ele retornou à delegacia.

 Prédio de seis andares desaba em Taguatinga.

A parte traseira de um prédio desabou na manhã desta sexta-feira (20), na Avenida da Misericórdia, na Colônia Agrícola Samambaia, em Taguatinga.

Apesar de ser um dia de trabalho normal na obra, o Corpo de Bombeiros afirma que, até o momento, nenhuma vítima foi identificada.

Mais cedo, houve procura por possíveis vítimas, feita com o apoio de cães da corporação. Os responsáveis pela construção fugiram do local logo após o incidente.

De acordo com o major Roberto Souza, do Corpo de Bombeiros, não houve procura de familiares por pessoas que estavam trabalhando no local, por isso a hipótese de que haja alguém nos escombros é mínima.

Na hora em que os bombeiros chegaram ao prédio, a estrutura, que tem seis andares e um subsolo, não estava completamente no chão. A laje do sexto andar foi a primeira a cair. Com seu peso, as outras foram cedendo até que só ficassem os escombros.

A Polícia Civil procura o dono do prédio, que pode ser indiciado por desobediência, uma vez que a obra recebia autuações da Agefis desde dezembro de 2016.

PMDF PRENDE HOMEM ACUSADO DE TENTAR MOLESTAR CRIANÇA DE 12 ANOS

Um homem de 44 anos foi preso em flagrante na noite desta quinta-feira (19), pela Polícia Militar, acusado de tentar molestar uma criança de 12 anos. O crime aconteceu por volta das 23h40, em Sobradinho II.

A Polícia Militar foi acionada pela mãe da criança. Ela contou aos policiais que estava trabalhando e que, quando chegou em casa, encontrou a filha muito nervosa. Indagada, a menina contou para a mãe que seu vizinho tinha tentado beijá-la a força.
A criança confirmou para os policiais que seu vizinho tinha tentado molestá-la. Eles foram até a casa do acusado e realizaram a prisão em flagrante. O criminoso foi levado para a 13ª DP.

  CARRO É RECUPERADO LOGO APÓS SER ROUBADO NA CIDADE ESTRUTURAL

Hoje (20), por volta de 1h, policiais militares do Grupo Tático Operacional 35 (Gtop 35) recuperaram um veículo momentos após ele ter sido roubado na cidade Estrutural.

Os policiais patrulhavam a cidade quando viram quatro pessoas em atitude suspeita em um VW/Gol.

Com a aproximação da viatura o motorista do carro saiu em alta velocidade. Iniciou-se um acompanhamento e, algumas quadras à frente, os quatro suspeitos saíram do carro e correram em direções opostas.

Dois deles, um maior e um menor, foram detidos. Após revista no carro, os policiais encontraram os pertences da vítima – um simulacro de arma de fogo e um facão.

O carro havia sido roubado minutos antes no setor norte da cidade. O menor foi encaminhado à DCA e o maior à delegacia para registro.

Participaram da ocorrência os cabos Túlio e Ribeiro e o soldado Catarino.

   PMDF PRENDE HOMEM ACUSADO DE FAZER ARRASTÃO CONTRA GAROTAS DE PROGRAMA

A Polícia Militar prendeu na madrugada desta sexta-feira (20), um homem de 36 anos, acusado de fazer um arrastão contra garotas de programa na Asa Norte. As vítimas, três mulheres, contaram para os policiais que foram roubadas pelo criminoso.

O suspeito foi preso, por volta das 3h50, pelos policiais, quando tentava fugir. Com ele foi encontrada a faca utilizada no crime. O homem foi levado para 5ª DP.

 

Na DP, depois de ouvir o preso, o delegado decidiu autuá-lo pelo crime de exercício arbitrário das próprias razões. O acusado disse na delegacia que estava tentando reaver um celular que havia sido roubado por uma das meninas, versão contestada pelas vítimas.

Bombeiros do DF ajudam governo de Goiás a combater incêndio na Chapada

  GOVERNO DESLOCOU 25 HOMENS PARA AUXILIAR ESTADO VIZINHO A COMBATER QUEIMADA QUE ATINGE REGIÃO HÁ QUATRO DIAS. ‘

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal vai ajudar o governo de Goiás a conter o incêndio que atinge o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros desde a última terça-feira (17). Por volta das 12h30, cerca de 25 bombeiros em três caminhões pipa deixaram o Palácio do Buriti em direção à região goiana.

A Chapada é considerada Patrimônio Natural da Humanidade e, de acordo com o ICMBio, o fogo havia consumido 9,4 mil dos 240 mil hectares da mata até esta quinta (19), quando as chamas voltaram. Mais de 100 brigadistas foram acionados.

A ação de combate às chamas tem sido realizada pelo ICMBio em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Além da centena de brigadistas e voluntários ligados aos órgãos, a força-tarefa conta com quatro aviões tanque de lançamento de água e um helicóptero.

NO DF

O Distrito Federal também foi alvo de incêndios nos últimos meses, durante o período da seca.

Em setembro, a Floresta Nacional foi atingida por chamas por mais de 20 horas.

O Corpo de Bombeiros deslocou cerca de 70 militares e utilizou três aeronaves para combater o fogo.

No dia 5 de outubro, um incêndio de média proporção atingiu a vegetação próxima ao Parque Nacional de Brasília.

A área é de preservação ambiental e abriga espécies ameaçadas de extinção. As chamas chegaram a 10 metros de altura e consumiram 32 hectares.

Cerca de uma semana depois, a vegetação próxima ao setor de chácaras no Taquari uma área de mata ao redor de casas no Jardim Botânico foram atingidas por chamas.

Neste último incêndio, o fogo se alastrou pelas margens da DF-001 e também atingiu uma fazenda atrás do Condomínio Solar de Brasília II.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *